GIGONDAS E VACQUEYRAS 19/04/2010

 

 

 

A importadora mineira Premium começou no Brasil especializada em vinhos da Nova Zelândia escolhidos a dedo por Orlando Pinto Rodrigues Jr. e Rodrigo Assunção Fonseca dois enófilos refinados e Rodrigo atua também como chef faz tempo no famoso restaurante francês de BH, o Taste Vin. Em seguida ampliaram o catálago com vinhos de várias partes do mundo e a França tem uma assinatura importante para Premium, o famoso Chateauneuf-du-Pape Clos De Papes, Nicholas Potel na Borgonha, etc.

Provei vinhos de dois produtores excepcionais que eu não conhecia do sul do Rhône, França nas regiões de Vacqueyras e Gigondas. Virei fã de carteirinha do Domaine La Monardiere e Domaine Raspail-Ay dois achados.

 

Gigondas Domaine Raspail-Ay 2006 (R$126.50)

 

 

Não conhecia o produtor e consultei meu livro favorito sobre vinhos do Rhône do inglês Remington Norman o “Rhone Renaissance” que coloca Dominique Ay como um produtor top da região, e um tradicionalista dos vinhos de Gigondas (uvas 80% Grenache 15% syrah e 5% mourvèdre).

Nos meus eternos paralelos com a Borgonha que tenho maior litragem de produtores diferentes compararia aos vinhos de George Roumier ou Dugat Py, austeros, fruta potente verdadeira sem truques um vinho importante de constar numa boa coleção de guarda, vinho como antigamente sem pressa e muita verdade.

É disparado o melhor Gigondas que já provei, fruta densa, em compota, nariz com notas apimentadas e boca quente, cheia como se espera de um Gigondas. Mas aqui tem uma finesse rara na região. Vinho ótimo para beber agora decantado uma hora antes mas uma longa vida de amadurecimento para os que tem espaço e paciência para guardar o vinho. 

 

Gigondas Domaine Raspail-Ay 2005 (R$ 127.50) 

 

Esse com 5 anos de idade já apresenta fruta mais aberta apesar de muito corpo também, notas de aniz, ameixa, pimenta preta, vinho complexo perfeito para um bom assado com batatas e ervas. Vinho fino, para ser degustado com atenção. 

 

Vacqueyras Domaine La Monardière Les 2 Monardes 2007  (R$ 105,00)

 

 

Martine e Christian Vache conduzem esse Domaine recente fundado em 1987 com uma maestria que me arrebatou completamente. A appelacion Vacqueyras é recente, data de 1990. Conheço vinhos de Vacqueyras (uvas 70% grenache de negociantes muito bons que compram uvas, ou possuem pequenos terrenos na região, não me lembro de ter provado algo de um produtor local. Muito impressionado com esse vinho, o mais jovem de todos e deliciosamente pronto, fruta delicada, vinho complexo de aromas e sabores. 

 

Vacqueyras Domaine La Monardière Les 2 Monardes 2006 (R$ 106,50)

 

Um ano mais velho, mas talvez de uma safra mais tânica, um vinho com grande potência de fruta, um pouco mais austero, “fruta soturna”. A riqueza desses Vacqueyras é de chorar para os amantes dos vinhos picantes e achocolatados do sul da França. Uma surpresa e tanto.

 

Vacqueyras Domaine La Monardière Vielles Vignes 2007 (R$ 162,00)

 

 

Vinhas com mais de 60 anos, o vinho de guarda do Domaine La Monardière, uma força impressionante lembra os Cotes Du Rhone Rasteau, de longa guarda vinhos de mastigar, cortar com faca, uma beleza. No nariz o alcaçuz esperado de um vinho com essa estrutura, degustei com uma tortinha de batatas recheada de queijo taleggio com peito de pato grelhado com pimenta preta a velha e boa pimenta do reino.

 

Vacqueyras Domaine La Monardière Vielles Vignes 2005 (R$ 163,50)

 

Emoção grande ao degustar esse, já mostrando mais maciez e delicadeza pela idade, mas um vinho de guarda também, não deixa nada a dever aos monstros sagrados do norte do Rhône como Hermitage e Cote-Rôtie. Esses 4 Vacqueyras são dos vinhos mais interessantes que degustei esse ano, paixão a primeira vista com promessa de namoro firme. Vinho ultra sofisticado para grande gastronomia, caças, batata, sempre a batata! Vinho top gosta mesmo é de batata, a chance de acertar é de 100% tipo Ron Carter no baixo e Herbie Hancock no piano.

 

ONDE COMPRAR

 

PREMIUM WINES

 

RUA PALMIRA, 423 loja 09 - SERRA
30220-110 – BELO HORIZONTE - MG
Telefax (31) 3282-1588

 

www.premiumwines.com.br

 

 

NOTA DE BLOGUSTAÇÃO

 

Falando em Belo Horizonte recebi o super gentil convite da importadora Casa Do Porto para um almoço e  jantar semana passada  na companhia dos meus velhos amigos Eduardo Moraes e Ariel Perez Navarro e o sommelier sueco Andreas Larsson

No almoço vinhos espanhóis sensacionais, de grande finesse entre eles Alzania um vinho sensacional, fino, aromas de frutos secos, azeitona preta, uma beleza de vinho.

Alzania Seleccion Privada 2003 - R$ 360,00

 

Antonino Izquierdo de Ribera Del Duero a famosa região espanhola, é um vinho de se beber de joelhos.

Antonino Izquierdo 2006 (Biodinâmico) - R$ 470,00

 

 

O curioso é que eu nunca fui um entusiasta dos vinhos espanhóis, mas me surpreendi com a elegância desses dois vinhos. É sempre bom rever as coisas, eu faço isso muitas vezes, é sadio e honesto mudar de opinião.

De noite num jantar no O Dádiva foi aberta uma garrafa de um mito do mundo dos vinhos um Montrachet do produtor e consultor Pierre Morey, mas isso eu conto melhor em outro texto.

 

CASA DO PORTO

 

Praia Do Canto- Vitória

 

Aleixo Neto 1204 lj 01 tel (27) 3225-3260

 

Praia Da Costa – Vila Velha

 

Av-Champagnat 107 tel (27) 3329-3519

 

Sion - Belo Horizonte

 

Av.Nossa Senhora Do Carmo, 1650 lj 03 (31) 3286-7077

 

Jardins- São Paulo

 

Alameda Franca 1225 (11) 3061-3003

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Escrito por Ed Motta às 18:33:06
. 19/10/2011
. 09/06/2010
. 12/05/2010
. 19/04/2010
. 06/04/2010
. 24/03/2010
. 12/03/2010
. 02/03/2010
. 19/02/2010
. 06/02/2010