Vouvray e Phillipe Foureu 19/10/2011

Retomo o blog ainda com Vale do Loire na cabeça. Mas o motivo é nobre, Phillipe Foureau e seus aclamados vinhos brancos da região de Vouvray na França são recém importados para o Brasil pela Decanter.
Foureau é um produtor à moda antiga, sem site, pouca badalação, mas é respeitado pelos amantes dos Vouvray como o produtor mais cuidadoso e artesanal.



Os Vouvray sempre oriundos da uva chenin blanc podem ser espumantes, secos, meio secos, ou doces. O potencial de guarda desses vinhos é enorme, podem durar mais de 100 anos. Eu tive a sorte de provar um Vouvray do Foureau doce (moulleux) da safra de 1975 no restaurante de Alain Senderens antigo Lucas Carton em Paris. Ao lado dos Sauterness e dos alsacianos meus vinhos de sobremesa favoritos são os produzidos no Vale do Loire.

Degustei a linha completa disponível no Brasil do Foureau.


DOMAINE DU CLOS NAUDIN Vouvray Méthode Traditionelle Brut Réserve 2002 (R$ 189,00)



Um espumante espetacular da uva chenin de vinhas com mais de 38 anos ,colheita manual, pouca intervenção tecnológica, pureza e verdade.
Um Vouvray espumante safrado, o melhor que já provei, o mais complexo. Nariz com maçã verde, amêndoas, na boca é cheio, rico, untuoso. Combina magistralmente com vieiras salteadas na manteiga. Foi exatamente assim que provei, e abriu um terceiro sabor no final de boca (retrogosto) muito interessante.



DOMAINE DU CLOS NAUDIN Vouvray Sec 2007 (R$ 175,00)






Todos os vinhos do Foureau pela excelência e potência podem ser guardados por muitos anos. Esse vinho pode ser bebido hoje a noite com prazer, ou armazenado por anos desenvolvendo característcas únicas dos vinhos brancos com potencial para longa guarda.
Aromas muito ricos de laranja lima, nozes, damasco, mineral, e na boca final gigante, parece o sustain de um orgão Hammond, se não beber água, fica a vida toda o que é sensacional.
Uma recomendação importanantíssima do grande Guilherme Corrêa da Decanter é que esse vinho assim como alguns outros do brancos do Loire não deve ser resfriado. Eu não sabia disso as primeiras vezes que provei esse Vouvray, e realmente o vinho tem estrutura e assunto que o gelo inibe, comprime. Sem resfriar fica mais cremoso, untuoso, textura quase de azeite, uma beleza.
Eu provei com leitão assado que é minha carne favorita, a acidez da chenin blanc combina com perfeição.
Decantado uma hora antes! Sim decantar o vinho branco!


DOMAINE DU CLOS NAUDIN Vouvray Demi-Sec 2009 (R$ 142)






Vinho perfeito para acompanhar pratos asiáticos, pratos com leite de coco. Apesar de ser mais doce, tem acidez um pouco mais elevada que é perfeita para harmonizar com uma gama gigante de pratos.
Por ser bem jovem, no nariz tem algo verde que mesmo sendo de outra uva me lembrou o Silex do Didier Dagueneau, também do Loire, só que com a nota adocicada.
Muita pera, laranja em compota, flores, erva-doce, nariz de vinho importante. Na boca tem o ataque cítrico contrastado com a doçura sutil, que vinho! Vai muito bem com queijo de cabra também.

 

DOMAINE DU CLOS NAUDIN Vouvray Moulleux 2009 (229,00)


 

Quando tenho a oportunidade e a sorte de beber um grande vinho, numa carta bem feita de um restaurante europeu com raridades antigas, e chega o momento do vinho de sobremesa, minha escolha sempre cai para o Vale do Loire. Sair do lugar comum dos Sauterness é sempre bom. Eu adoro Sauterness também é claro.
Cartas e coleções importantes no mundo inteiro provam que os vinhos de sobremesa do Loire são jóias soberbas da uva chenin blanc.
Quando eu penso no fungo botrytis que também atua nos Sauterness e vários vinhos na Alsace eu sempre penso em cinza, carvão, essa é minha primeira lembrança da botrytis.
Em Vouvray ela ganha outro aroma, uma possível flor de perfume intenso e adocicado.
Esse vinho deve ser decantado pelo menos 2 horas antes, pode esperar pela explosão de fruta porque vale cada pequeno gole.
O vinho, quando chega nesse nível de perfeição, eu gosto mesmo é de beber puro acompanhado apenas por um copo de água.


ONDE COMPRAR :

DECANTER : www.decanter.com.br

 

 

 

 

Escrito por Ed Motta às 18:59:17
. 19/10/2011 - 18:59:17
. 09/06/2010 - 15:00:27
. 12/05/2010 - 10:46:09
. 19/04/2010 - 18:33:06
. 06/04/2010 - 16:05:10
. 24/03/2010 - 09:15:54
. 12/03/2010 - 17:33:58
. 02/03/2010 - 22:31:46
. 19/02/2010 - 16:28:32
. 06/02/2010 - 21:51:15