DEGUSTE OS 'VELHINHOS' DE PREÇO BOM
São Paulo, sexta, 12 de junho de 1998

Vinho pronto: um acontecimento mítico para quem aprecia vinho. A opção mais simpática: quando encontramos a bom preço um vinho com os aromas típicos do envelhecimento. Esse é o caso do Madiran, Domaine Pichard 87.
A região do Madiran, no sudoeste da França, é conhecida pelas trufas pretas e aquela maravilha "diet" chamada foie gras.
Aromas ricos lembrando azeitona preta. Na boca, potente, mas já pronto, e com força para um bom e gorduroso cassoulet. Mas eu gosto mesmo é com filé à rossini, filé com foie gras por cima, light.
Você já ouviu falar em "vin jaune"? Acho que nem Robert Parker e sua distribuição de notas ouviram... o guia indiscutivelmente bem feito e formador de mercado de nosso amigo Roberto omite essa jóia milenar da região do Jura.
O top é o Chateau Chalon, um vinho com estilo parecido com o do xerez, só que com a casta savagnin, que fica descansando em barris durante seis anos (ufa!), até surgir uma espécie de película de bactérias que protegem o envelhecimento lento desse vinho que é consumido desde o ano 869.
Os aromas tradicionais são os "nutty flavours", nozes, avelãs, amêndoas. Na boca, é algo que nunca esquecemos de tão diferente.
Um último detalhe: a garrafa modelo "clavelin" é linda, e você faz uma viagem no tempo bebendo e olhando.
Borgonha. Devo confessar que estou numa fase muito mais Borgonha do que Bordeaux. Borgonha, quando é sério, sai de baixo -ainda mais quando tem o dedo da musa do Cote de Nuits, madame Lalou Bize-Leroy, co-proprietária do Romanée-Conti.
Leroy fica sediada em Auxey-Duresses, e os melhores vinhos das regiões vizinhas descansam em sua adega e são engarrafados, como é o caso deste Premier Cru "Les Beaux Monts", em Vosne Romanée.
A uva Pinot Noir é conhecida por ser mais delicada e menos tânica, mas esse Vosne-Romanée é um "lorde que carrega saco de batatas nas costas". Vale a pena deixar uma hora aberto para que os aromas das onipresentes frutas vermelhas -unidas a fungui e uma nota de gengibre- apareçam com maior intensidade.
Na boca, muito equilibrado, longo e rico. Acompanha um maigret de canard sublimemente sangrento -que foi o que eu fiz com muito gosto e vontade de repetir a dupla noite adentro.