VINHOS
Este papo de notas de vinhoe a opinião dos leitores

"Como pode um vinho ter 90 pontos e outro 91? Isso sempre me soou esdrúxulo..."
O último artigo de Ed Motta trata de uma questão controversa no mundo do vinho: a classificação de tintos, brancos, rosados e espumantes em notas, números e estrelas (leia o texto). Os principais expoentes deste método que constrói mitos instantâneos e destrói reputações construídas há séculos são o crítico americano Robert Parker e a revista especializada Wine Spectator. Outros especialistas e publicações seguem a mesma linha, que se tornou quase uma regra no meio.

O tema provocou uma repercussão inédita de leitores que enviaram sua opinião para a área de discussão da coluna. "Boa Vida" abre um espaço para estes participantes e destaca uma seleção das mensagens enviadas, pró e contra o artigo, e ainda propõe uma enquete para medir o quanto as notas dos críticos influenciam na hora da compra de uma garrafa de vinho.